A vida de Paulo Coelho pode muito bem ser digna de um livro feito em casa. Quando adolescente, estava confinado a um hospital psiquiátrico por seus próprios pais, que acreditavam que sua atitude rebelde era um sinal de insanidade; foi sob a orientação dos pais que ele foi submetido aos horrores da terapia de eletrochoque. Nos seus vinte anos, Coelho abandonou a faculdade de direito para viajar pela América do Sul; mais tarde, tornou-se jornalista. Depois de uma peregrinação a Santiago de Compostela que mudou a sua vida, decidiu perseguir o seu sonho de se tornar escritor. Aqui estão 10 dos seus romances mais memoráveis.

O Alquimista (1988)

>

O Alquimista de Paulo Coelho | © HarperOne

O Alquimista é um romance psicológico, ou pelo menos você gostaria de pensar. Paulo Coelho conta a história de um pastor espanhol que cria a sua própria lenda pessoal através das suas viagens à Andaluzia, no Egipto. A história propõe a “filosofia” de que as pessoas só se descobrem a si próprias quando compreendem como ouvir. Mas não nos escute, escute o alquimista: “A alquimia é a projeção no mundo material de todos os conceitos espirituais”. Não só o trabalho de laboratório, mas também a química interna e pessoal, cujo laboratório se torna a nossa própria vida. Se formos fiéis ao que eu chamo de “lenda pessoal”, o mundo inteiro muda e as coisas que tocamos também se tornarão ouro filosófico. “

O Vencedor Fica Sozinho (2008)

O Vencedor Fica Sozinho Paul Coelho | © Harper

Qual é o preço do sucesso? Paulo Coelho oferece-nos um espelho da nossa própria sociedade, onde o culto ao luxo e ao sucesso nos faz surdos às verdades murmuradas pelos nossos corações. Em Cannes, conhecemos aqueles que tiveram sucesso no mundo da alta costura e do cinema: um milionário russo, uma estilista de renome do Médio Oriente, a estrela Gabriela, uma ambiciosa detective e a modelo Jasmine. Dinheiro, poder e fama são os objetivos de suas vidas, e para alcançá-los estão preparados para tudo.

The Devil and Miss Prym (2009)

>The Devil and Miss Prym by Paulo Coelho | © Harper Collins

O eterno conflito entre o bem e o mal é revisitado em The Devil and Miss Prym. Para contar esta parábola, Coelho transformou o Jardim do Éden numa pequena aldeia nas montanhas, adormecendo em êxtase pacífico, e o fruto do conhecimento em ouro em ouro. A serpente tentadora é uma elegante viajante e conversadora que escolhe Chantal Prym, uma bela jovem garçonete, como sua mediadora. Coelho disseca e manipula seus personagens como marionetes neste mundo sombrio, onde a morte não se limita aos cemitérios, mas permanece intimamente ligada à vida. Então o homem é bom ou mau, e Deus está interessado no seu destino? A resposta pode ser encontrada em pouco mais de 200 páginas.

Onze Minutos (2003)

Onze Minutos de Paulo Coelho | © Harper Collins

Maria é uma jovem brasileira que trabalha como vendedora em uma loja de tecidos e se dá uma semana de férias no Rio de Janeiro. Na praia de Copacabana, um suíço lhe oferece um emprego como dançarina de cabaré em Genebra. Ela vê isto como o início de um conto de fadas, mas a realidade é bem diferente. Maria cai na prostituição, embora seja importante notar que ela o faz sem vergonha. Para todas as suas aventuras, porém, sexo e amor permanecem enigmas, até que ela finalmente conhece uma jovem pintora que está tão perdida quanto ela. Para descobrir a sacralidade da sexualidade, Maria deve, antes de tudo, encontrar uma maneira de se reconciliar consigo mesma.

Paulo Coelho | © Das Blaue Sofa / Club Bertelsmann / Flickr

Brida (1990)

Brida de Paulo Coelho | © Harper Collins

Brida, uma jovem irlandesa em busca de conhecimento, sempre se interessou por magia, mas anseia por algo mais. Sua busca a leva a conhecer pessoas de grande sabedoria que lhe permitem descobrir o mundo espiritual. Um mago que vive numa floresta ensina-a a superar os seus medos e a acreditar na bondade do universo; um mágico explica como dançar ao ritmo do mundo e invocar a lua. Brida então parte para cumprir seu destino; será que ela consegue deixar tudo para trás para se tornar uma bruxa? Este romance encantador revive temas caros aos leitores de Paulo Coelho, enquanto o narrador tece uma narrativa que mistura amor, paixão, mistério e espiritualidade.

Pelo rio Piedra I Sat and Wept (1994)

Pelo rio Piedra I Sat and Wept de Paulo Coelho | © Thorsons

Pilar e sua companheira se encontram pela primeira vez durante a infância, mas não são mais do que conhecidos até se reencontrarem 11 anos depois. Ela é uma mulher que aprendeu a ser forte e a não se deixar dominar pelos seus sentimentos. Ele é um homem que tem o dom de curar os outros e procura na religião uma solução para os seus conflitos interiores. Ambos estão unidos pelo desejo de mudar e perseguir os seus sonhos. Para isso, eles devem superar os obstáculos habituais daqueles que estão perdidos: medo do fracasso e do preconceito. Pilar e sua companheira decidem ir a uma pequena vila nos Pirineus para descobrir sua própria “verdade pessoal”. Paulo Coelho conta esta história com um diálogo poético e moderno, mas também nos mergulha nos mistérios do divino. Pois, como ele diz, “a experiência espiritual é acima de tudo uma experiência prática de amor”

Enscrito encontrado em Accra (2012)

>

>

Escrito encontrado em Accra por Paulo Coelho | © Harper

É 14 de Julho de 1099. Com os Cruzados às portas de sua cidade, os habitantes de Jerusalém se aglomeram em torno de um homem misterioso conhecido como o Copt para ouvir seus ensinamentos finais. A multidão, composta por cristãos, judeus e muçulmanos, antes vivendo em harmonia, prepara-se para a batalha, a derrota e o massacre. Mas longe de qualquer estratégia de guerra é a lição de vida que lhes é dada. O manuscrito é um convite a repensar a nossa humanidade e coloca uma questão fundamental: que valores ficam quando tudo o resto é destruído?

Maktub (1994)

Maktub de Paulo Coelho | © Editorial Planeta

Maktub é uma colecção de histórias e parábolas que representam um colorido tesouro de sabedoria. Estes pequenos textos, inspirados nas mais diversas fontes e folclore, nasceram da contribuição de Paulo Coelho para o jornal Folha de São Paulo . Devido ao sucesso de sua coluna, o autor decidiu selecionar seus textos favoritos para publicar para seu público global.

The Zahir (2005)

The Zahir by Paulo Coelho | © Harper Perennial

Um escritor famoso abandona todos os princípios que governam sua vida quando sua esposa desaparece sem deixar rastro. Numa viagem que o levará de Paris à Ásia Central, ele atravessa a estepe e o deserto para encontrar algo que dê maior sentido à sua vida. Paulo Coelho revisita antigos mitos e tradições distantes para evocar temas de amor, a peregrinação do auto-conhecimento e as origens da crença. Ele fala de liberdade e solidão, pensando no futuro do homem em busca de estabilidade, amor e espiritualidade.

A Bruxa de Portobello (2006)

>

>A Bruxa de Portobello por Paulo Coelho | © Harper Perennial

A filha adotiva de uma rica família libanesa, Athena se muda para Londres quando a guerra irrompe em seu país, uma guerra que ela previu. Na universidade, ela se apaixona por um homem que a engravida. O jovem casal supera dificuldades e se casa contra a vontade de suas famílias, mas sua união não dura. Agora uma mãe, Athena não pode deixar de pensar na mulher que a trouxe ao mundo, e se propõe a encontrá-la, querendo entender como ela poderia ter abandonado seu filho. O que ela descobre em sua jornada mudará o curso de sua vida e a vida daqueles que ela ama.

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.