Em 2 Coríntios Capítulo 11, Paulo continuou sua segunda carta para a igreja cristã em Corinto com alguns avisos sobre falsos professores.

“1 Coríntios 2 Coríntios Gálatas”
1 2 3 4 5 6 6> 7 8 9 10
11 12 13

” Todos os livros da Bíblia “

Aviso de Paulo contra Falsos Professores

Paul disse aos Coríntios que ele estava preocupado que eles seriam desviados da devoção unânime a Cristo que ele lhes tinha ensinado enquanto ele estava lá. Seu temor era que eles ouvissem outros pregadores (chamando-os de falsos apóstolos), que afirmavam ser seguidores de Jesus, mas que tentavam ensiná-los de forma diferente da verdade que o próprio Paulo havia pregado a eles.

Expectando Pregadores Desonestos

Paul advertiu os Coríntios para estarem atentos a esses falsos pregadores, dizendo-lhes para não ouvirem a vanglória ociosa deles quanto à sua autoridade para pregar em nome da igreja. Paulo também os lembrou que eles não deveriam se surpreender que alguns pregadores sejam desonestos porque até Satanás se disfarça de anjo de luz para enganar as pessoas a segui-lo.

Paul disse-lhes que embora ele tivesse sempre assegurado que não era um fardo para eles, estes falsos pregadores esperam ser apoiados e obedecidos pelos seus seguidores.

Paul valida a sua mensagem

Paul disse em 2 Coríntios Capítulo 11 que o que ele lhes tinha ensinado sobre Jesus e a igreja era a verdade. Ele disse que mesmo que ele não fosse tão grande orador como aqueles a quem ele se referiu como os “super apóstolos” da igreja, o seu conhecimento e crenças eram igualmente verdadeiros. Embora ele possa ter sido humilde em sua abordagem a eles, ele disse que eles não deveriam duvidar de sua verdade e autoridade para falar em nome de Jesus.

Paul Talks of His Credentials

Paul afirmou seu amor pela igreja em Corinto em 2 Coríntios Capítulo 11 e deu-lhes vários exemplos das afirmações que falsos pregadores fariam para tentar provar sua autoridade. Ele lhes disse que poderia dizer as mesmas coisas sobre si mesmo – que eles são hebreus, israelitas e descendentes de Abraão e servos de Cristo.

Paul falou então das suas credenciais. Ele disse que se eles ficassem impressionados com as credenciais dos falsos mestres, eles deveriam estar cientes de que Paulo sofreu mais do que qualquer um desses falsos pregadores em nome de Cristo. Também, disse ele, ele trabalhou mais, foi preso mais, foi açoitado, espancado e apedrejado, sofreu naufrágios e perigo constante.

Paul continuou dizendo que tinha sofrido fisicamente – fome, sede, frio e exaustão – e mentalmente, preocupando-se com as igrejas que ele ajudou a estabelecer. Na verdade, era de suas fraquezas que ele mais se orgulhava, porque elas mostraram que era Cristo que era forte e que estava trabalhando através de Paulo.

“Capítulo Anterior-Próximo Capítulo”

2 Coríntios 11 (Versão Rei Tiago)

1 Oxalá pudésseis suportar-me um pouco na minha loucura: e de fato suportar-me.

2 Pois tenho inveja de vós com ciúmes piedosos; porque vos desposei com um só marido, para vos apresentar a Cristo como uma virgem casta.

3 Mas temo, para que, como a serpente enganou Eva através da sua sutileza, assim não se corrompam as vossas mentes da simplicidade que há em Cristo.

4 Porque, se aquele que vem pregar outro Jesus, a quem não pregamos, ou se receberdes outro espírito, que não recebestes, ou outro evangelho, que não aceitastes, bem podereis suportar com ele.

5 Pois suponho que não fui um batedor dos mais importantes apóstolos.

6 Mas ainda que eu seja rude na fala, ainda que não no conhecimento, mas temos sido manifestos entre vós em todas as coisas.

7 Será que cometi uma ofensa em me humilhar para que vos exalteis, porque vos tenho pregado o evangelho de Deus livremente?

8 Roubei outras igrejas, recebendo delas salário, para vos fazer o serviço.

9 E quando eu estava presente convosco, e queria, a ninguém cobrava; pois o que me faltava, os irmãos que vieram da Macedônia me forneciam; e em tudo me guardei de vos ser pesado, e assim me guardarei.

10 Como a verdade de Cristo está em mim, ninguém me impedirá de me gloriar nas regiões da Acaia.

11 Por que? porque eu não vos amo? Deus sabe.

12 Mas o que eu faço, para que eu faça, para que eu possa cortar ocasião aos que desejam ocasião; para que, naquilo em que se gloriam, sejam encontrados como nós.

13 Pois tais são falsos apóstolos, trabalhadores enganosos, transformando-se nos apóstolos de Cristo.

14 E nenhuma maravilha, pois o próprio Satanás se transforma em anjo de luz.

15 Portanto, não é grande coisa que os seus ministros também se transformem como ministros da justiça; cujo fim será segundo as suas obras.

16 Repito: Que ninguém me julgue tolo; se de outra forma, mas como tolo me receba, para que eu me glorie um pouco.

17 O que eu falo, não o falo segundo o Senhor, mas como que insensatamente, nesta confiança de gloriar-me.

18 Visto que muitos se gloriam segundo a carne, também eu me gloriarei.

19 Pois sofreis loucamente, pois sois sábios.

20 Pois sofreis, se um homem vos escravizar, se um homem vos devorar, se um homem vos tomar, se um homem se exaltar, se um homem vos ferir no rosto.

21 Falo como se fosse um opróbrio, como se tivéssemos sido fracos. Embora seja ousado qualquer um (falo tolamente), eu também sou ousado.

22 São eles hebreus? eu também sou. São eles israelitas? eu também sou. São eles a semente de Abraão? também sou eu.

23 São eles ministros de Cristo? (falo como um tolo) Eu sou mais; em trabalhos mais abundantes, em riscas acima da medida, em prisões mais freqüentes, em mortes muitas vezes.

24 Dos judeus, cinco vezes recebi quarenta riscas, menos uma.

25 Três vezes fui espancado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri um naufrágio, uma noite e um dia estive nas profundezas;

26 Em viagens frequentes, em perigos das águas, em perigos dos ladrões, em perigos dos meus próprios compatriotas, em perigos dos pagãos, em perigos da cidade, em perigos do deserto, em perigos do mar, em perigos dos falsos irmãos;

27 Em cansaço e dor, em vigílias frequentes, em fome e sede, em jejuns frequentes, em frio e nudez.

28 Ao lado das coisas que me faltam, o que me sobrevém diariamente, o cuidado de todas as igrejas.

29 Quem é fraco, e eu não sou fraco? quem se ofende, e eu não queimo?

30 Se eu precisar de glória, eu me gloriarei das coisas que dizem respeito às minhas fraquezas.

31 O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que é abençoado para sempre, sabe que eu não minto.

32 Em Damasco o governador sob Aretas o rei guardava a cidade dos Damascenos com uma guarnição, desejoso de me prender:

33 E através de uma janela numa cesta fui derrubado pela parede, e escapei das suas mãos.

“Capítulo AnteriorPróximo Capítulo”

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado.